SOBRE MIM

Eu nasci em Belo Horizonte - MG, em 1971. Brasília me adotou aos oito anos de idade e hoje é minha cidade. Filho de pai carioca e mãe mineira, herdei o gosto pelo mar e a paixão pela família. Minha esposa e meus três filhos são minha força e meu maior amor.

 

Sou formado em Tecnologia da Informação e, durante mais de vinte anos, trabalhei na área de Engenharia de Software, desenvolvendo aplicações para diversas empresas públicas e privadas. Infelizmente, estou aposentado, desde 2013, por conta do meu diagnóstico de Esclerose Lateral Amiotrófica - ELA. A doença tirou minha mobilidade, mas não conseguiu atingir minha disposição para enfrentar desafios. A tecnologia de rastreamento dos olhos para controle do computador foi primordial para minha autonomia e, principalmente, para fortalecer minha autoestima. Com um rastreador ocular como o Tobii PcEye Mini, ou mesmo o popular e mais acessível Tobii 4C, é possível fazer tudo no computador. Desde apenas se conectar ao mundo através de aplicativos como WhatsApp, Facebook, Instagram ou um simples Email, até realizar trabalhos profissionais como edição e revisão de livros, tradução de textos, tratamento de imagens, edição de vídeos e, também, como no meu caso, desenvolver aplicativos, sites e, até mesmo, escrever um livro. Essa tecnologia foi minha porta de entrada para uma vida produtiva, apesar de todas as limitações físicas.​

 

Sou apaixonado por esportes e música. Enquanto me foi possível, eu pratiquei vários esportes, como futebol, vôlei, corrida de rua e windsurf. Na música sou um violonista e guitarrista de nível básico e me aventurei por alguns anos como vocalista de uma banda. Também gosto muito de jogar poker, que alguns consideram um esporte da mente, com meus amigos do PDQ - Poker das Quintas, uma turma que transforma o jogo em esporte "demente". 

 

O gosto pela leitura vem da infância, com os maravilhosos quadrinhos de Walt Disney e Maurício de Sousa, na adolescência descobri o gênero policial através dos contos de Agatha Christie e Georges Simenon, um pouco mais velho me interessei pelos romances históricos de Allan Massie e Christian Jacq. Atualmente estou lendo livros de história e obras de autores específicos como Tess Gerritsen, Dan Brown e Harlan Coben.

A descoberta do prazer de escrever surgiu recentemente, após a doença, com a necessidade de falar sobre minha experiência como uma homenagem à minha família e amigos. Tenho um processo produtivo bem peculiar, sempre escrevo ouvindo música, normalmente pop rock dos anos oitenta. U2, The Police, Iron Maiden, The Cure, Men at Work, Simple Minds, Talking Heads e The Cult estão sempre na minha playlist.

Curta as minhas playlists favoritas... 

 

 

Perfil 2020.jpg